top of page

Alunos do Conservatório brilham em concerto com a Orquestra Filarmonia das Beiras

A noite de 11 de junho foi de celebração do ensino artístico propiciado pelo Conservatório de Música e Artes do Dão (CMAD) e de uma parceria histórica, que soma dez anos. Há já uma década, que um grupo de jovens talentos CMAD é selecionado para integrar o estágio de uma semana na Orquestra Filarmonia da Beiras. A ‘Fundação Lapa do Lobo’ é, desde sempre, o mecenas responsável pelo financiamento de toda esta aventura de conhecimento - propiciadora de novas experiências musicais e artísticas. A Fundação patrocina quer o estágio, quer o concerto final, que também conta com os apoios da Direção-Geral das Artes (DGArtes) e do Município de Santa Comba Dão.


Este ano atingiu-se um número histórico de participantes. Foram 21 os alunos que, após uma seleção criteriosa, viveram uma experiência intensa e transformadora, com a oportunidade singular de tocar e aprender com músicos profissionais de uma orquestra de referência, o que veio a enriquecer amplamente os horizontes académicos e performativos destes jovens.


Em pleno concerto na Casa da Cultura de Santa Comba Dão – com a sala repleta de um público generoso e sensível - estes talentos integraram o corpo orquestral, dirigido pelo maestro convidado Luís Carvalho. E em palco, fizeram acontecer momentos únicos de excelência, emoção e fruição artística.


Nota de destaque para os quatro alunos CMAD, que se distinguiram entre o grupo selecionado, vencendo o prémio Jovens Solistas da Fundação Lapa do Lobo. Além da participação na orquestra, estes jovens também se apresentaram a solo – numa aliança entre brilhantismo e paixão – naquele que foi um dos momentos mais intensos deste espetáculo


O trompetista Rodrigo Santos, vencedor do 1.º prémio dos Jovens Solistas partilhou a interpretação de ‘Proclamation para Trompete solo e Orquestra’ de Ernest Block. Coube à clarinetista Maria João Silva Maria João Silva, o solo de ‘Dance Preludes - 1º, 2º e 5º Andamentos para Clarinete solo e Orquestra’ de Witold Lutoslawsk.


O terceiro prémio foi partilhado pela flautista Marta Martins e pela clarinetista Inês Gonçalves, que apresentaram, respetivamente, ‘Fantasy para Flauta solo e Orquestra’ de George Hue, e ‘1º Andamento do concerto para Clarinete solo e Orquestra’ de Karol Kurpinski


Para a segunda parte deste memorável espetáculo esteve, ainda, reservada a apresentação de “Quadros de uma exposição”, de Moussorgsky, com orquestração de Maurice Ravel. Após a visita à exposição póstuma do pintor e arquiteto Viktor Hartmann, o compositor russo Mussorgsky construiu as ‘peças’ que integram esta obra, como se fossem quadros de uma exposição - “claras ilustrações de momentos pictóricos”


Objeto de orquestrações de diferentes compositores, a mais famosa foi a realizada, em 1922, por Maurice Ravel. Em 2022, cem anos depois, a Filarmonia da Beiras realizou uma interpretação magistral da obra, num misto de momentos expressivos e contrastantes, indutores de uma variedade de emoções, sempre com um denominador comum – a genialidade.


Nota ainda para a entrega dos diplomas do 10.º Concurso Lapa do Lobo, nas modalidades de estágio de orquestra e solista, que teve lugar no início e a meio do espetáculo.

Carlos Torres, presidente do Conselho de Administração da Fundação Lapa do Lobo, Leonel Gouveia, presidente da Câmara Municipal de Santa Comba Dão, e Mário Cruz, diretor pedagógico do CMAD, partilharam o momento de entrega de diplomas, aos quatro solistas premiados.

O trabalho de consolidação realizado ao longo das 14 edições do FMAD foi sublinhado pelo professor Sérgio Neves, que realçou, ainda, o financiamento obtido, neste último ano, através da Direção-Geral das Artes (DGArtes).


Este apoio – que tem vindo a possibilitar o crescimento e diversificação da oferta artística do Festival – resultou de uma candidatura apresentada e estruturada em articulação com o Município, que também veio a beneficiar de uma bonificação extra em virtude da parceria do CMAD com a Fundação Lapa do Lobo.

Sobre os alunos participantes, foi destacado o empenho demonstrado e a qualidade requerida para ser selecionado para o estágio da Fundação, sublinhando ainda o ‘esforço fenomenal’ que significa estar em palco, enquanto solista, com uma orquestra.


Na partilha com o público, também o presidente da Câmara, Leonel Gouveia, deu os parabéns aos alunos participantes, pela dedicação e brilhantismo, referindo a excelência do ensino artístico – desde o pré-escolar e secundária – realizado no concelho. Sobre o desafio lançado há um ano pelo CMAD, e recordado neste evento, o representante da autarquia reafirmou o compromisso no trabalho e no investimento contínuo do Município em tornar Santa Comba Dão 'Cidade Criativa da Música’.


Alunos selecionados para o Estágio com a Orquestra Filarmonia das Beiras:

Afonso Duarte Pocinho

Ana João Viegas S. Durães Tomás

David Rodrigues Ribeiro

Diana Amaral Marques Alves

Diogo Pereira Marques

Gonçalo Marques dos Santos

Guilherme Marques dos Santos

Iara Santos Ferraz

Inês de Sousa Gonçalves

Ivana Tavares Simões

Laís Lopes Oliveira

Maria João Pereira da Silva

Marta Catarina Varela Martins

Martim Cordeiro de Morais

Matilde dos Santos Guerreiro

Matilde Rodrigues Ribeiro

Rafaela Mendes Silva

Ricardo Mendes Ferreira

Rodrigo João Alves Santos

Sara Diogo Lopes

Tomás Gomes Cordeiro






Comments


Tags
Relacionado
bottom of page